SILVANO ALVES EM MOMENTO DIFÍCIL

SILVANO ALVES EM MOMENTO DIFÍCIL

O Bi-Campeão Mundial está em 41° lugar no Campeonato após as 3 primeiras etapas da temporada

Ser Campeão Mundial da PBR, além das glórias que o título proporciona, também tem o lado negativo. Desde 1994, quando o Campeonato começou, até 2012, nenhum competidor havia conseguido dois títulos consecutivos.Além das contusões que acompanharam Campeões como ADRIANO MORAES, CHRIS SHIVERS e JUSTIN McBRIDE após a conquista da fivela de ouro, dois outros motivos influenciaram bastante e sempre foram citados pelos competidores.O primeiro era a pressão de carregar o número 1 nas costas e todos acharem que o atleta, atual Campeão, é imbatível e precisa montar bem sempre. E o segundo, a dificuldade de se manter focado, devido a tantos compromissos e entrevistas que cercam o detentor da fivela de ouro.Mas há duas temporadas atrás, SILVANO ALVES reescreveu esta parte da história, ao conquistar dois títulos consecutivos. Tímido, tranqüilo, frio e (na época) sem falar inglês, SILVANO se manteve fora deste mundo de celebridade que cerca o Campeão Mundial e 12 meses após a conquista do Campeonato de 2011, venceu novamente.O brasileiro encontrou a fórmula para se manter no topo da temporada seguinte ao título e fez isso novamente no ano passado, quando liderou boa parte do Campeonato e terminou o ano em segundo lugar.Curiosamente, pelo que tudo indica, essa pressão que não o afetou nas duas temporadas anteriores, está fazendo efeito agora, na temporada seguinte após perder o título mundial para J.B. MAUNEY, naquela que os americanos chamam de “a maior virada da história do esporte”.Bi-Campeão Mundial, um dos cinco atletas que mais ganharam dinheiro na história da PBR em apenas quatro anos de carreira, SILVANO ALVES ocupa hoje a inacreditável 41ª posição no Ranking Mundial, após três etapas da temporada 2014.Teria ele sentido a perda do título mundial do ano passado para MAUNEY? Qual seria a explicação mais sensata para o pior início de temporada do paulista de 26 anos, que não tem registro de nenhuma lesão?Depois de passar em branco na abertura da temporada em Nova York, caindo de seus três touros, SILVANO parou nos dois primeiros na etapa de Chicago, chegando até o Short-Go, onde terminou em 11° lugar na etapa.Neste fim de semana em Duluth, o brasileiro parou em apenas um dos dois primeiros touros que montou, mas também chegou a Final graças a uma combinação de resultados, terminando em 14° lugar.Dos nove touros que montou até agora, ele parou em apenas três, sendo que a maior nota foi no último sábado, 85.25 pontos.Além das notas, que somam 246,50 pontos, SILVANO conquistou apenas 30 pontos de bônus, referente a sétima colocação no Round 1 em Duluth. Mesmo chegando nas duas Finais, por ter ficado abaixo da 10ª colocação, ele não teve direito a bônus.Apesar da colocação desfavorável, ele está a 1.476,00 pontos do líder, FABIANO VIEIRA e a 718,00 pontos de ROBSON PALERMO, 10° colocado do Ranking.Sendo assim, levando em consideração que a próxima etapa, em Oklahoma City é de três dias e que SILVANO é SILVANO, uma vitória, um segundo ou terceiro lugar invicto representariam 1.000 pontos e o colocaria em uma boa posição novamente, pelo menos entre os 15 melhores.